Semsa abre inscrições para selecionar bolsistas que irão atuar no Paic

Semsa abre inscrições para selecionar bolsistas que irão atuar no Paic

 

Manaus/AM – A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), abriu, nesta quinta-feira, 30/6, as inscrições para o processo seletivo para bolsistas do Programa de Apoio à Iniciação Científica da Escola de Saúde Pública (Paic/Esap/Semsa) 2022/2023. As inscrições devem ser feitas pelo orientador do acadêmico até o dia 07 de julho, em sistema online, seguindo as regras descritas no Edital de Seleção 001/2022-SEMSA, disponível em semsa.manaus.am.gov.br/pesquisa-e-extensao/paic/.

 

A iniciativa visa fomentar o pensamento científico por meio do desenvolvimento de pesquisas desenvolvidas por servidores da Semsa, com participação de alunos de cursos de graduação, visando contribuir com a produção científica no âmbito da Secretaria.

Sobre a corrupção na compra de água destinada aos flagelados no Amazonas

 

Para esta primeira edição do Paic Esap/Semsa serão disponibilizadas cinco bolsas, com valor mensal de R$ 600, financiadas pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), com duração de 12 meses, começando em agosto deste ano e finalizando em julho de 2023.

 

Para participar da seleção, o acadêmico deve estar regularmente matriculado em instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (Mec), ter cadastro no sistema de currículo Lattes e no Banco de Pesquisadores da Fapeam; não possuir vínculo empregatício ou funcional, nem perceber, durante a vigência da bolsa, salário ou remuneração decorrente do exercício de atividade de qualquer natureza (incluindo estágio); deve ter cursado o primeiro período e não estar no último, bem como não ter concluído curso de graduação anteriormente; deve comprovar, ainda, rendimento acadêmico igual ou superior a sete (7,0) e não apresentar mais de uma reprovação no mesmo período ou em períodos consecutivos – ou mais de três reprovações em todo histórico escolar.

 

O orientador precisa ser servidor da Semsa, possuir titulação de mestre ou doutor e experiência em pesquisa. Precisa estar cadastrado no Banco de Pesquisadores da Fapeam, no Diretório do Grupo de Pesquisa da Esap/Semsa e no sistema de currículo Lattes.

 

O projeto precisa estar vinculado a uma das seguintes linhas de pesquisa: Atenção Primária à Saúde; Educação, Promoção e Comunicação na Saúde; Políticas Públicas na Amazônia e Vigilância em Saúde, em conformidade com o previsto no grupo de pesquisa institucional. Também precisa ter mérito técnico-científico, apresentar viabilidade técnica e/ou econômica, tendo o orçamento necessário garantido previamente, com cronograma para execução em 12 meses. O roteiro para elaboração do projeto está disponível no site da Semsa.

 

 

Fonte: Portal do Holanda

GRUPO TELEGRAM
cópia deCódigo AMP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.